segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Técnicas de cobrança

Agiotagem como qualquer outro negócio tem seus riscos, para nós, o maior mais óbvio é a inadimplência (além de o devedor morrer rsrs), mas como é uma atividade clandestina você não pode usar dos mesmos mecanismos que os bancos, financeiras, factorings usam; ficar mandando e-mail, cartas, SERASA/SPC, etc. Bancos quando vêem que você não vai pagar mesmo, vendem a dívida para terceiros e esses compram a dívida por uma fração do valor e ganham em cima do que recuperam, o banco, claro, já ganhou pois o juros dos que pagam é o suficiente para lucrar e cobrir o preju dos veacos e tem a venda da dívida.

Já no nosso caso, é a cobrança incessante mesmo. Eu costumo lembrar meus clientes por whats ou ligar mesmo. Quando por whats um simples "e aí?" já é o suficiente para a pessoa começar a falar, seja prometendo uma nova data ou se explicando, ou falando que vai pagar mais tarde etc. aí eu já imendo "pow me ajuda aí". Você não precisa nem falar do que se trata, ela já sabe que tá devendo. As desculpa mais comum é que ainda não recebeu o salário, as vezes falam que precisaram da grana para outra coisa, aí nesse caso não tem jeito, você tem que cobrar juros como se tivesse emprestando novamente. Exemplo, o cara pegou 500 conto, pra pagar com 550, no dia x o cara não paga nada, então no dia x do outro mês foi 550 a 10% então dá 605, certo.
As vezes os prórprios caras já falam "pow mano, precisei da grana aí pra xxxxx, posso te pagar R$ xxx dia tal?" eles mesmos já jogam um valor para compensar a vergonha de não pagar ou o medo de você ser mais duro.

Eu nunca devi assim para agiota ou qualquer outra pessoa (a não ser o banco rsrs) então não sei qual é a pressão psicológica do devedor, mas creio que seja algo dramatizante. Já ouvi estórias de pessoas que se desfizeram de bens para poder pagar dívidas por não aguentarem mais as cobranças. Certa vez ao mandar meu whats a uma amiga, a mesma já veio com textões falando que se sentia mal por não conseguir pagar por que a situação não estava das melhores, e que não gostava disso, que se sentia humilhada etc.

Recentemente eu tive um stress com um cara aí que me deve um $$. Ele já tem histórico de mal pagador, mas mesmo assim emprestei grana e ele sempre pagava com dias de atraso. Sempre que cobrado ele falava que ia sacar o dinheiro etc. Trabalhamos na mesma empresa, e eu não cesso em cobrar, comigo não tem dia ruim, todo santo dia eu lembro o cara que ele tem que me pagar. Mando whats, ligo. Esse em particular já estava me ignorando no whats, entrei no face do cara, até ele chegar falar que sou muito chato. Mas é assim mesmo, esse cara, assim que quitado a dívida, não empresto mais fácil pois esse perfil é complicado, deve e não gosta de ser cobrado e se sente no direito ainda. Já é o 3º empréstimo que faço para o cara, a cada vez aumentava a taxa de juros para compensar atrasos anteriores. Na próxima vez, vou cobrar o dobro da última taxa e pedir cheque, caso contrário não arrumo.

Na china existe uma máfia de empréstimos online onde a garantia do pagamento é uma foto nua da mulher, eles pedem uma foto da mulher pelada segurando algum tipo de documento, caso não paguem as fotos são vazadas.

Na Malasia tem os Ah Long que utilizam de vários mecanismos de cobrança, eles tem "capangas" que perseguem os devedores, mandam os caras jogarem tinta na casa dos devedores, ficam falando pros vizinhos que o cara ta devendo (humilhação), colocam cabeça de porcos na porta da casa do cara e por aí vai. Mas a questão é, envolveu muita gente, aí já passa pra outra esfera criminal, você não estará respondendo somente por agiotagem; já vão jogar aí formação de quadrilha (art. 288), dependendo de suas "técnicas" pode te acusar de extorsão, agressão física, etc. Eu prefiro perder a grana ou tentar negociar um valor baixo do que chegar nesse nível. Uma vez que os que pagaram já compensa os outros. O que mais me preocupa não é nem perder a grana, afinal não saio no prejuízo, mas sim o "moral", pois não pode deixar que os outros saibam que você é bonzinho e que você não se importa senão te pagarem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário