sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Peguei um carro numa dívida

Carro

Bom galera, estou de volta e vou contar alguns "causos" que aconteceram comigo nesse tempo.

Um empresário que sempre pegava dinheiro comigo, ele é amigo meu, quebrou literalmente. A empresa foi de mal a pior. Ele chegou a me dever 30 mil. Mas foi quitando e ficou 15.000 + os juros mensais + um juros de 7 mil que ele pagou o principal só.
Acabuo que ficou 2 meses sem pagar os juros e eu cheguei nele cobrando, ele falou que a coisa tava preta e que não tinha como mais pagar juros. 2 meses que ele ficou  sem pagar já foi 1.600 de prejú (eu não passo prejuíz pros meus investidores).

O que aconteceu, a gente falou do carro; da possibilidad de ele vender ou me passar. Acabou que ele não queria passar o carro e queria me pagar os 15 mil em 15x de mil. Ia me lascar pois isso é o que eu pagava para um investidor, ou seja, eu ia pegar msu 15 mil e torrar pagando de juros. Falei que não e queria o carro. Pediu um tempo e depois resolveu me passar o carro, só que uma pegadinha, queria mais dinheiro! Pediu 4 mil pra pagar umas contas, eu só arrumei 1.500. Pra quê.... até hoje não me pagou.

Bom, o carro valia 15.800 de tabela, aí ele me passou o carro e morreu essa dívida de 15k. Para minha surpresa quando fui passar o carro pro meu nome tinha 800+ de multas. Gastei no total 1.150 para transferir pro meu nome. Eu acabei gastando uns 2600 no carro mais ou menos para deixá-lo "andável" - troquei os alto falantes, comprei jogo de rodas de liga, etc. Fiquei pouco menos de 3 meses com o carro e decidi vendê-lo. Vendi por 12 mil, se contar que 2 mil de rodas ele foi pra 10 mil, e as multas restantes + licenciamento +/- 800, foi pra 9.200.

Calculando por baixo, nessa brincadeira perdi mais de 8 mil reais.

Pensa que é fácil? Aí vcs me perguntam: cara como vc não quebra com um preju desses? Resposta: fluxo de caixa. Uma vez escutei que uma empresa não quebra por dar prejuízo mas sim por falta de caixa. O que é bem verdade, se você tiver como se financiar até sanar as dívidas, sem problemas, mas uma vez que seca a fonte de dinheiro para honrar seus compromissos do dia a dia aí já era.

Mas meu pensamento foi: com os 11 mil líquidos da venda (era 12, mas ele me deu 11 e ia pagar o licenciamento + multas) eu vou emprestá-lo e em 5 meses vou recuperar esse prejú e ter meus 15 de volta (isso se não houver mais nenhum calote desses kkkk).

Pois bem, foi bom a experiência de ter um carro, mas a ter uma renda extra de 1.000+ a mais é bem melhor kkkk

Um comentário:

  1. Fala aí Agiota,vc deu uma sumida grande mesmo cara....Continue contando seus causos e dando dicas desse seu ramo que é muito interessante; tô a fim de enveredar por ele tb....Abraços.

    ResponderExcluir